Skip to content

DIA 20: DEBATE PLANO DIRETOR X RODOANEL

abril 16, 2013

No dia 20 de abril (Sáb.), 14h,  no CEU Jaçanã,  a população está convidada a participar de um debate que, entre outros temas, trará a público a importante discussão sobre a obra do trecho norte do Rodoanel.  Esta rodovia de R$ 6,5 bilhões passará a apenas 11 km do centro da cidade. Além do impacto ao meio ambiente na Serra da Cantareira, a obra não atende às necessidades de mobilidade urbana da cidade e será mais um estímulo ao uso do automóvel particular. Os trabalhos foram iniciados em Março no município de Arujá, mas na cidade de São Paulo a obra contraria o Plano Diretor e não poderia ser construída antes da revisão do plano, cujas audiências devem começar em Junho. 

Placa da obra na estrada de Sta Inês, a 11 km da Sé.

Placa da obra na estrada de Santa Inês, Pedra Branca, a 11 km da Sé.

 
A obra do Rodoanel trará impactos ambientais, sociais (desapropriações) e para a mobilidade urbana da cidade de SP como um todo. Para o especialista em trânsito Horácio Figueira, é uma obra rodoviarista, indutora de maiores congestionamentos, que não atende a nenhuma solução de transporte público.  O mais grave é que se trata de uma obra ilegal. É o que aponta o parecer do promotor de Justiça do Estado Daniel Fink, que recomenda que todas as licenças devem ser cassadas e a obra suspensa.
 
Todas as interferências do Rodoanel Norte sobre o novo Plano Diretor de São Paulo serão abordadas durante o debate que acontece neste sábado, 20/04, às 14h.  Local: CEU Jaçanã: rua Antonio Cesar Neto, nº 105 – Jaçanã, São Paulo.  Debatedores convidados: Nabil Bonduki, José Américo e Francisco Macena

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Armando Benetollo permalink
    abril 17, 2013 1:09 pm

    Por problema de saúde, creio que não vou poder participar desse debate, embora vá tentar. Entretanto, gostaria de deixar este breve comentário sobre essa obra que representa, além do mau uso dos recursos públicos, justamente quando estamos precisando de melhor atendimento de saúde, de educação, de transporte coletivo urbano, de proteção ao meio ambiente, simples interesse de negócio, porque nada a justifica. Ao contrário, ela é ilegal para os três níveis de governo, é predadora do mais importante recurso florestal da Capital de São Paulo e não representa nenhum benefício significativo ao transporte, porque a ligação das regiões Leste e Oeste já existe através da Rodovia D. Pedro I, construída justamente para essa ligação. Portanto, esse traçado do Trecho Norte do Rodoanel só pode ser entendido como obra faraônica – negócio injustificado. É estranho que órgãos públicos como Instituto Florestal, Secretaria de Estado do Meio Ambiente, SABESP, Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, Assembléia Legislativa, Câmara Municipal e IBAMA se omitem diante dessa ridícula obra.
    Armando Benetollo.

    • Mauro permalink
      abril 24, 2013 10:41 pm

      Governador põe as máquinas para trabalhar.Antes o traçado iria cortar a cantareira no meio,mais com muito esforço o novo traçado mal vai afetar a floresta.Obra necessária.O pior foi construir o estádio do Corinthians.Dava para construir hospitais e casas populares.Parabens governos pela belíssima obra do rodoanel,não vai resolver o transito,mais vai ajudar muito o transito caótico.Se não fosse o rodoanel são paulo já teria travado.

  2. abril 29, 2013 12:35 pm

    Esse DESGOVERNO RIDÍCULO, além de não dar moradia a população, ainda tirar dos que já tem! Rouboanel Nãããããõoooo!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: