Skip to content

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE DISCUTE RODOANEL NORTE (I)

dezembro 13, 2012
A Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal chamou reunião especial para discutir o Rodoanel Norte em 05/12/12.  Presentes Dersa, Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente (SVMA). Conpresp, sociedade civil e vereadores. Gilberto Natalini, presidente da comissão, abriu os trabalhos.
 
Mesa de trabalho na reunião da Câmara sobre o Rodoanel Norte.

Mesa de trabalho na reunião da Câmara sobre o Rodoanel Norte.

 
Ermes da Silva,  representando a diretoria da Dersa, afirmou que estão desenvolvendo ações para implantar o Rodoanel Norte, e que as reuniões com a comunidade, interrompidas no período eleitoral, estão recomeçando.  Marcelo Arregui, engenheiro ambiental da empresa, começou dizendo que esse tema é polêmico.  Para ele o licenciamento foi feito de forma aberta, e que medidas mitigatórias estão sendo adotadas, submetidas ao Ibama e à Cetesb. Afirmou que o projeto já está definido, só faltando detalhes em negociação com SVMA e prefeitura.  Afirmou que é preciso definir a interface do Rodoanel com os futuros parques que virão, e acredita que ainda em 2012 será conseguida a licença de instalação, que autoriza início de obra.
 
Carlos Fortner, chefe de gabinete da SVMA, começou afirmando que vários departamentos da secretaria foram envolvidos na análise.  Afirmou que para a SVMA o Rodoanel é uma obra importante, desafogando o trânsito e aliviando a pressão habitacional sobre a serra, pois segundo ele a obra criaria um “efeito de barreira”, gerando proteção à mata.  Ele reconheceu que o Rodoanel vai impactar os parques municipais propostos para proteger a serra da Cantareira.   Walter Pires, diretor do DPH (Departamento do Patrimônio Histórico) e vice-diretor do Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico), informou que o Horto e o Parque Estadual da Cantareira são tombados pelo Condephaat (orgão federal de preservação) e pelo Conpresp,  e que a Dersa enviou o projeto do Rodoanel para o DPH analisar.  O projeto foi aprovado pelo DPH, com pedido de ajustes para minimizar impactos, especialmente na área do clube da Sabesp, que está em processo de tombamento no Conpresp, pois ali ficava a primeira estação de abastecimento de água de São Paulo, e possui a única estação sobrevivente do trenzinho da Cantareira. 
 
Clique AQUI para ver 17 razões para dizer NÃO ao Rodoanel trecho Norte.
Anúncios
One Comment leave one →
  1. Francisco Roberto C. E. Santo permalink
    dezembro 14, 2012 5:21 pm

    ACRÓSTICO DO rodoanel

    E = rradas são as considerações e justificativas para o rodoanel.
    R = etrógradas quanto ao desenvolvimento desejado.
    M = oradores ignorados, iludidos, desprezados.
    E = scolas sucateadas e educação de baixa qualidade.
    S = aúde um caos total.

    M = uitos parques para iludir a população.
    A = gua escassa e de péssima qualidade.
    R = etroescavadoras, tratores e dinamite para rasgar a serra.
    C = rítica a situação do aumento da poluição.
    E = EIA e RIMA não explicam, não convencem, não tem sustentação técnica e moral.
    L = egislação do uso e ocupação do solo antiquada e falha.
    O = bra com defasagem histórica e de desenvolvimento duvidoso.

    C = oncreto gerando impermeabilização do solo e da paisagem.
    A = rvores de várias espécies arrancadas, destruídas, perdidas.
    R = ios e riachos com aumento da poluição.
    L = egado injusto e cruel para a região.
    O =Brasil se orgulha em ter as “obras mais caras do mundo”
    S = onhar é diferente de acordar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: