Skip to content

PERDEMOS UM SÁBIO. MAS SUAS LIÇÕES FICARÃO.

março 16, 2012

Acaba de falecer neste 16/03 o geógrafo e professor Aziz Ab´Saber, aos 87 anos.  Mestre de tantos geógrafos formados nas últimas décadas, reuniu com lucidez inigualável a análise da geografia humana com a geografia geomorfológica.   Falava de gente e falava de terra, tudo junto.

 Em Outubro passado (role o Blog até essa data),  no teatro Oficina, durante a Macumba Antropofágica contra o Rodoanel, ele vaticinou:  o rodoanel Norte vai ser uma catástrofe para a Cantareira!
 
Que o sábio descanse em paz.  Suas lições ficarão.
 

Aziz e Zé Celso na Macumba Antropofágica Contra o Rodoanel.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. março 17, 2012 10:46 am

    Olá,

    Bom Dia!!!

    Em tão curto espaço de tempo, lideranças importantes para São Paulo foram para a terra sem males (segundo os guaranis). Claro que seus belíssimos trabalhos permanecerão e incentivarão novas lutas.

    Meus sinceros sentimentos à família e amigos do Sr. Aziz Ab’Saber.

    Super abraço de coração para coração.

    Vera Brasileiro

  2. Francisco Roberto C. E. Santo permalink
    março 29, 2012 2:30 pm

    Joseph Campbell (1904-1987) em entrevistas com Bill Moyers “O poder do mito”.

    MOYERS: Não há dúvida de que nós, modernos, estamos despindo o mundo de suas revelações naturais, da própria natureza. Penso naquela lenda pigméia do menino que encontra na floresta um pássaro de belo canto e leva o para casa.
    CAMPBELL: Ele pede ao pai que traga alimento para o pássaro, mas este lhe diz que não pretende alimentar um simples pássaro, e mata o. A lenda diz que o homem matou o pássaro, com o pássaro matou a música e com a música matou-se a si mesmo. Caiu morto, completamente morto e morto permaneceu para sempre.
    MOYERS: Isso não é uma história sobre o que acontece quando seres humanos destroem seu ambiente? Destroem seu mundo? Destroem a natureza e as revelações da natureza?
    CAMPBELL: Destroem sua própria natureza, também. Matam a música.
    MOYERS: A mitologia não é a história dessa música?
    CAMPBELL: A mitologia é a música. É a música da imaginação, inspirada nas energias do corpo. Uma vez um mestre zen parou diante de seus discípulos, prestes a proferir um sermão. No instante em que ele ia abrir a boca, um pássaro cantou. E ele disse: “O sermão já foi proferido”.

    Rodoanel na Cantareira, Não!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: