Skip to content

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE E TRECHO NORTE DO RODOANEL II

janeiro 23, 2012

Um dos técnicos presentes alertou a ministra sobre a complexa engenharia financeira montada para viabilizar o rodoanel, que carece de transparência e controle social. Segundo dados coletados e tabulados, toda a obra deverá ter um custo direto de R$ 25 bilhões. No entanto, se forem acrescidos os custos referentes aos passivos socioambientais, pegadas ecológicas e serviços ecossistêmicos, estes custos dobram, sobrecarregando o bolso do contribuinte, já tão esvaziado pelos impostos. Num momento de crise internacional em que a União está montando planos de contingenciamento, uma obra deste porte merece revisão, mesmo porque o grupo presente oferece opções concretas de menor impacto socioambiental, mais includentes e de menores custos. Opções estas que são ignoradas pelas autoridades.

Ministra assiste à projeção.

 
Na oportunidade foi também entregue à ministra um Manifesto firmado por mais de uma centena de personalidades de destaque no cenário nacional. Intelectuais, artistas, esportistas, empresários, profissionais liberais e várias entidades, dentre os quais o professor Aziz Ab’Sáber, Juca de Oliveira, Maria Adelaide Amaral, Paulo Bastos, Sindicato dos Arquitetos de SP,  Movimento Defenda SP, exigindo das autoridades uma avaliação dos estudos oficiais que seja isenta, transparente, apartidária e multidisciplinar. E que, sobretudo, respeite o direito ao contraditório assegurado ao cidadão. Estas assinaturas reunidas em 2011 se somam às 150 mil obtidas em 1994, sob liderança de Vera Lúcia Braga com apoio incondicional do Cardeal Arns, que contribuíram  para a aprovação, junto à UNESCO, da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo. Em relação à rica biodiversidade da Cantareira, o Cardeal Arns costumava dizer que era “verdadeira Arca de Noé”.
 
A ministra revelou pleno conhecimento da questão das Reservas da Biosfera no Brasil, pois participou de sua criação e estruturação, reconhecendo que esta problemática é complexa. Informações posteriores encaminhadas à ministra mostram que o BID, em sua Política de Salvaguardas, considera as Reservas da Biosfera do Planeta como áreas prioritárias para conservação e, portanto, empréstimos não são concedidos quando essas áreas sob a tutela da UNESCO ficam ameaçadas.
 
Os técnicos ainda informaram os presentes que, no âmbito externo, o BID, um dos eventuais financiadores da obra, havia montado um Painel de Investigação que está periciando toda a documentação pertinente, notadamente o Contra-Rima formulado por solicitação do PROAM (Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental) e que naquele momento também era encaminhado à ministra. Izabella Teixeira revelou conhecimento do mecanismo instaurado pelo BID e solicitou mais detalhes sobre o caso do trecho norte do Rodoanel MC, mesmo porque, como a União está fornecendo recursos para a obra, seu Ministério não pode ficar alheio a este desdobramento internacional da questão, e que também ela, ministra, deverá ser ouvida pelo referido Painel de Investigação.
Em todos os momentos a ministra fez questão de frisar que a faculdade de licenciar a obra é do Estado de SP, e que não iria ingerir indevidamente no processo, respeitando o pacto federativo. Mas, diante de tantos componentes nas esferas nacional e internacional, ela deverá atuar na forma prevista pela legislação, com todo o rigor e isenção, sem nenhum viés político-partidário – “Vocês conhecem minha conduta: é pão pão, queijo queijo”, concluiu categórica.
Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Emílio Flausino Cristiano permalink
    fevereiro 3, 2012 2:02 pm

    Parabéns à equipe profissional e conhecedora dos danos que serão causado pelo rodoanel Norte, se passar pela nossa SERRA DA CANTAREIRA !
    Esperamos que o Ministerio do Meio Ambiente, atraves da Ministra Izabella Teixeira e os membros da pasta, analise o ótimo material, entregue que sevirá como sugestão, para não degradar tanto o meio ambiente.
    Abraços/ Emílio

  2. Luiz permalink
    março 31, 2012 3:19 pm

    Excelentíssima Ministra, Izabela Teixeira,
    Agradeço por ser Biologa e ter boas atitudes com o meio ambiente, pois dele é quem somos e temos todas referencias animadas ou inanimadas de todas as vidas.
    Desculpe por comentarmos sobre o Rodoanel trecho Norte, um espaço espaço pequeno para o brasil e tormarmos sua atenção, mas é muito grande para a cidade de São Paulo. Já foi aprovado as desaprobriações na região da Serra da Cantareira ( assinada em 30/03/2012, pelo governador, onde a serra será cortada em aproximadamente 120 metros de largura , com sete túneis e mais… é dificil de pegar mais dados, pois é muito triste esse crime). O govero de São Paulo já recebeu outros projetos, protocolados no Ministério Público, em que não destroi a Serra da Cantareira, e que seria inclusive, mais viavel também, financeiramente, além de o governo não aceitar elaborar outros projetos, não criminosos, não muda esse traçado, achando que mais perto do centro da cidade de São Paulo é melhor, fere também a legislação interna da cidade e ao mesmo tempo comete um crime irreverssível. Obrigado pela atenção, Luiz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: