Skip to content

– CONTRAMÃO DA HISTÓRIA! RESPEITO! ESSAS, E OUTRAS PALAVRAS…

maio 4, 2011
… foram expressas pelos moradores e ambientalistas na audiência pública convocada pelo Dersa para discutir licitação, quando sequer o licenciamento ambiental foi definido pelos orgãos competentes.  Cristina Greco, da OAB/SP Santana, após ter negado o protocolo de uma interpelação para a Dersa, leu para todos o documento, que só então foi aceito pela diretoria da empresa.  A sua base é que, sem o licenciamento ambiental formalizado, todas as ações que vêm sendo feitas, como essa audiência, são passíveis de nulidade
 

A comunidade falou com força: não somos ignorantes!

Mais de 20 pessoas das comunidades envolvidas, sobretudo da região de Taipas e do Tremembé, pediram palavra e foram veementes, diretos, pedindo respeito pelos moradores e pelo meio ambiente.  A maior reclamação foi contra a ausência de um plano habitacional claro antes do começo das obras.  Foi citado diversas vezes que a avaliação é que essa obra está na contramão da história, uma vez que as mudanças climáticas pedem estudos muito profundos sobre uma megarodovia passando a 10 km do centro da cidade, com risco de se transformar em uma avenida urbana.  E a questão de democracia também foi colocada:  uma obra com eesse impacto ambiental e social, e também com o grande custo financeiro, não pode ser decidida em gabinetes, fazendo ouvidos mouco para as manifestações na audiências públicas.

 Laurence Casagrande, presidente da Dersa, acenou com a possibilidade de fazer reuniões locais com as diversas comunidade afetadas.  , O deputado estadual Marcolino ficou incumbido de agendar essas reuniões.  A Dersa alegou que desconhece qualquer notificação que os moradores de Taipas já estão recebendo.  Ele disse que se as notificações forem por causa do Rodoanel, elas não partiram da Dersa, e que até a polícia pode ser procurada. 
 
Apesar de tudo, ao final o presidente da Dersa reiterou sua expectativa de cronograma:  licença-prévia conseguida no final de Maio;  editais lançados no início de Julho;  início de obras em Novembro e término da obra no 2º semestre de 2014.
Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. Tercio Torres permalink
    maio 4, 2011 2:35 pm

    O processo de licenciamento muita vez é um agrupamento de arranjos entre “vizinhos”. O pacote de licenciamento que começa com o licenciamento prévio requer vários requisitos para ajustes ambientais. Acontece que para cada requisito a institutição empreendedora faz o devido contato com o departamento envolvido e contempla o mesmo. Por exemplo: requisito 1 – ajustar os procedientos de acordo com a lei de uso e ocupação do solo. O empreendedor faz aquele contato com a pessoa do departamento responsável dentro da secretaria e/ou repartição devida, e facilmente negocia a contemplação. E assim por diante para todas as solicitações do licenciamento. Quando todos os requisitos estiverem manipulados, Pronto! agora é só buscar as assinaturas dos contatos já cientes e acordados e o licenciamento está aprovado. E então é hora de festejar os serviços realizados. Uma vez o licenciamento prévio aprovado, o licenciamento de instalação e o de operação ficam mais fácil ainda de se conseguir. e então é só tocar a obra e se beneficiar …
    Atualmente acontece outra novidade. Eles nem se dão ao traballho de aguardar essas negociações e já partem para licitações; canteiros de obras e medições.
    Será que esses profissionais algum dia reconhecerão seu valor próprio para poder reconhecerem o valor da vida no geral? Ou possuem o símbolo da besta e realmente cumprem essa função na Terra?

  2. Parque de Taipas permalink
    maio 4, 2011 10:28 pm

    Queremos projeto digno de reassentamento no local em que moramos”, disse a auxiliar administrativa Sonia Barbosa, de 49 anos, moradora de Taipas, em audiência pública ontem.

    “Temos de pensar em moradias para todos os atingidos e também nos impactos futuros da obra, com relação à poluição de uma estrada como essa”, disse o autônomo Miguel Gomes, de 45 anos, também morador de Taipas.

  3. Clube da Sabesp permalink
    maio 7, 2011 3:30 am

    Não pude ir a audiência, mas gostaria muito de ter ido para lutar contra transformarem em pátio de obras um lugar maravilhoso e raro nessa selva de concreto.
    Trata-se do clube da sabesp que se localiza entre o horto e a V. Albertina.
    Lá pode-se pescar em uma represa histórica, ver a unica estação remanescente do saudoso trenzinho da cantareira, tomar banho na cachoeira onde um tubo foi estrategicamente colocado para um inesquecível banho.
    Pode-se passear rente a um riacho maravilhoso que corre entre as pedras . Ver e ouvir vários animais silvestres.
    Pateo de obras nesse lugar?
    Uma bela amostra da política de uma cidade que realmente parece ser inimiga da natureza.
    Não deixem destruir esse lugar abençoado.
    Deixemos para nossos filhos, lugares saudáveis e não apenas prédios e rodovias.

  4. maio 15, 2011 1:25 pm

    Olá,

    Bom dia!!!

    Pelo olhar do Cel. Hélio Franco, até quando vai se arrastar isso? Por favor, publique os nomes das empresas presentes, ok?

    Observe que em 2011, o governo não é militar, muito menos a monarquia portuguesa, então questiono por quê vivemos essa situação? Proponho um grande boicote às empresas interessadas neste traçado cruel.

    Muito obrigada.

    Vera Brasileiro

  5. maio 17, 2011 7:17 pm

    Olá,

    Nossos nobres e dignos parlamentares se esqueceram que nossos jovens preparados para defender o meio ambiente, seguindo a legislação vigente, estão acompanhando todo esse descaso, negligência e omissão, e certamente haverá uma enorme repercussão nas urnas. Compartilho resposta do Sr. Renato M. Paladino – Gabinete do Sr. Bruno Covas – Secretário Estadual do Meio Ambiente.

    Muito obrigada.

    Vera Brasileiro

    ——-Mensagem original——-

    De: OPEN
    Data: 17/05/2011 13:21:55
    Para: rpaladino@sp.gov.br
    Cc:
    Assunto: Res: Re: *** Msg. enviada à ONU: Rodoanel na Cantareira Não! Seja consciente, pense no futuro de seus filhos e netos, participe.

    Prezado Sr. Renato,

    Boa Tarde!!!

    Muito obrigada pela atenção e encaminhamentos.

    Informo que recebemos denúncias de diversas comunidades da zona norte, referentes ao não comparecimento da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, bem como da Secretaria Estadual do Meio Ambiente às audiências públicas já ocorridas.

    Aproveito o ensejo para agradecer a sua atenção ao caso da despoluição da lagoa do Parque Estadual do Jaraguá.

    Tenha um excelente dia.

    Att.

    Vera Brasileiro

    De: rpaladino@sp.gov.br
    Data: 17/05/2011 11:16:37
    Para: OPEN
    Assunto: Re: *** Msg. enviada à ONU: Rodoanel na Cantareira Não! Seja consciente, pense no futuro de seus filhos e netos, participe.

    Prezada Sra Vera,

    Agradeço, em nome do Secretário, o email abaixo.

    A discussão deste assunto será promovida de forma ampliada nas audiências públicas, mas já encaminharei esta mensagem para os responsáveis pelo assunto.

    Atenciosamente,

    Renato M. Paladino
    Secretaria de Estado do Meio Ambiente
    Gabinete

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: